jueves, 14 de mayo de 2009

6

Aguas de Marzo de Fito Páez, letra y video

Debido al pedido de los seguidores de la Comunidad Paez Perú, les ofrecemos aquí la letra y un video subtitulado de la canción Aguas de Março interpretada por Fito Páez, sencillo que se incluye en el álbum Mi vida con Ellas 1, correspondiente a un recital en Canecao, Río de Janeiro, el 11 de junio del 2002, tal como figura en el disco.

En esa canción intervinieron Fito Páez, Guillermo Vadalá, Gonzalo Aloras, Sergio Verdinelli y Javier Lozano, además la canción fue mezclada por Jorge Lonch.


Video de Aguas de Marzo de Fito Páez subtitulado




En Português

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o Matita Pereira.

É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento ventando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira.

É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho.

É um estrepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É um pingo pingando, é uma conta, é um conto
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando.

É a lenha, é o dia, é o fim da picada.
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama.

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração.

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração.

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração.

Pau, pedra, fim caminho
resto toco, pouco sozinho
Caco vidro, vida, sol
noite, morte, laço, anzol
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração.




En Español

Es palo, es piedra, es el fin del camino
Es un resto de tronco, está un poquito solo
Es un casco de vidrio, es la vida, es el sol
Es la noche, es la muerte, es un lazo, un anzuelo
Es un árbol del campo, un nudo en la madera
Caingá, candela, es matita de pera.

Es madera del viento, alud en precipicio
Es misterio profundo, es el quiera o no quiera
Es el viento soplando, el fin de la ladera
Es la viga, es el vano, la fiesta del tijeral
Es la lluvia cayendo, la voz de la ribera
De las aguas de marzo, el fin del cansancio
Es el pie, es el suelo, es marcha andariega
Pajarito en la mano, piedra del tira-piedras.

Un ave en el cielo, un ave en el suelo
Un arroyo, una fuente, un pedazo de pan
Es el fondo del pozo, es el fin del camino
En el rostro el disgusto, está un poquito solo.

Es un tarugo, un clavo, una punta, un punto
Una gota cayendo, Una cuenta, un cuento
Es un pez, es un gesto, es la plata brillando
Es luz de la mañana, un ladrillo llegando

Es la leña, es el día, es el fin de la huella
La botella de ron, reventón caminero
El proyecto de casa, es el cuerpo en la cama
Es el coche atascado, es el barro, es el barro

Es un paso, un puente, es un sapo, una rana
Es un resto de campo en la luz de la mañana
Son las aguas de marzo cerrando el verano
Es la promesa de vida en tu corazón.

Es una culebra, es un palo, es Juan y José
Un espino en la mano, es un corte en el pie
Son las aguas de marzo cerrando el verano
La promesa de vida de tu corazón.

Es palo, es piedra, es el fin del camino
Es un resto de tronco, está un poquito solo
Es un paso, es un puente, es un sapo, una rana
Es un bello horizonte, una fiebre terciana
Son las aguas de marzo cerrando el verano
La promesa de vida en tu corazón.

Palo, piedra, fin camino
Resto tronco, poquito solo.
casco vidrio, vida, sol
noche, muerte, lazo, anzuelo
Son las aguas de marzo cerrando el verano
La promesa de vida en tu corazón.

6 comentarios:

  1. fito eres el mejor,me encanto ....lindo

    ResponderEliminar
  2. que bien que se oye, la puta madre. ademas de una buena coca tienen esta pagina asombrosa

    ResponderEliminar
  3. “Águas de Março” es una Bossa Nova compuesta por Antonio Carlos Jobim.
    En 2001 nombraron a Águas de Março como la mejor canción brasileña absoluta en una encuesta de más de 200 periodistas brasileños, músicos y otros artistas conducida por el periódico más importante del Brasil, Folha de São Paulo.
    Fito es grande pero esta canción no es de él, busquen a Tom Jobin junto a Ellis Regina
    Mauricio

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. ¿Y quién a dicho que es de él?

      Eliminar
  4. Hello outstanding websіte! Does гunning a blog such
    as thіs require a massive amount ωoгk?

    Ι hаve no understandіng of programming but
    I had been hoρing to start my own blog in thе near future.
    Anуhow, if you have аny ideas or tipѕ for new blog oωners plеаѕе shаre.
    I undeгstand this іѕ off tοpiс nevеrtheleѕs I just had to
    ask. Thank yоu!

    Alѕо visit my webpagе :: buy hcg drops

    ResponderEliminar

Comenta en la Comunidad Paez Peru.